Celular pode ser o melhor aliado do professor no aprendizado

18 agosto, 2016

Pesquisa recente da Unesco mostrou que 67% dos estudantes de países em desenvolvimento e emergentes
que leem pelo celular consideram o aparelho conveniente para a leitura. Isto porque o dispositivo está o tempo todo com o usuário. Afinal, a mobilidade, disponibilidade de WiFi e redes móveis nas IES permitem o acesso a conteúdos de qualidade.

Mas, muitas vezes, eles são os vilões do processo de ensino por causa do entretenimento com games, redes sociais e conteúdos irrelevantes para o contexto da aula exposta pelo professor. Como a maioria dos alunos do Ensino Superior é nativa digital e está sempre conectada, na sala de aula não é diferente. O celular acompanha o estudante em qualquer lugar, forçando os professores a se adaptarem.

Foto: Pexels

Enquanto no modelo tradicional o uso do celular pode comprometer o processo de aprendizagem, em metodologias ativas o mobile é um grande aliado, quando bem aplicado. Com o apoio de um bom software de aprendizagem com integração para o mobile o aluno pode ter mais acesso conteúdo, dinâmica na interação com o professor e, por fim, o ambiente de aprendizagem criado se trona mais lúdico. Há também a inclusão de games educacionais ou ferramentas que podem transformar a experiência em sala de aula.

Por isso, as instituições devem ter em mente que a tecnologia é um facilitador para o engajamento do aluno. Mas, que deverá estar sustentado por toda metodologia pedagógica. Rever o atual modelo de ensino não é uma tarefa simples. É preciso romper barreiras e pensar em novas metodologias de ensino e aprendizagem. O que tranquiliza é que é uma mudança que vale a pena.

Fonte: Desafios da Educação

Metodologia ativa: como engajar professores e diminuir a resistência


Compartilhar

RELACIONADOS